Próximos Eventos

«   Novembro 2017   »
seteququsesdo
  1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
   

mais ...
Star Trek: Discovery começa este mês - tudo o que se sabe
Escrito por César Augusto   
Seg, 04 de Setembro de 2017 11:34

Discovery weapons-up'Discovery' pronta para entrar no ar!

A maioria dos fãs concorda - Star Trek pertence à televisão e sempre pertenceu. Os filmes certamente conseguem seus próprios níveis de sucesso seja na bilheteria, ou desenhando novos fãs. No entanto, a franquia sempre foi mais cerebral do que qualquer versão de cinema permite. A televisão semanal permite que Star Trek seja Star Trek.

Após o cancelamento do Star Trek: Enterprise em 2005, havia preocupação de que a série não aparecesse novamente na televisão. Pelo menos não por um longo período de tempo. Mesmo alguns dos fãs mais ferrenhos achavam que a franquia precisava de um descanso para reiniciar com novas idéias. Parece que 12 anos foi um hiato bastante longo - os fãs estão marcando datas em seus calendários. Star Trek: Discovery está confirmado para ir ao ar este mês (setembro de 2017). O toque: será uma série de transmissão via streaming em vez de cabo. Discovery será exibida no CBS All Access nos EUA, CraveTV e Space no Canadá, e em Netflix ao redor do resto do mundo.

Em antecipação ao lançamento, reunimos tudo o que você precisa saber sobre a estréia da série.

Principalmente uma série via streaming.

A maioria dos fãs do Star Trek já sabe que Star Trek: Discovery será uma série de streaming. Mas para aqueles que não sabem, para assistir a serie, você precisará da NETFLIX no Brasil.

O episódio de estréia será transmitido pela CBS em 24 de setembro e pela NETFLIX a partir de 25 de Setembro. Todos os episódios subsequentes estarão disponíveis nesse ambiente. O segundo episódio estará disponível em imediatamente após os atos de estréia no cabo no dia 24. Os episódios serão transmitidos semanalmente às tardes de domingo nos EUA e nas Segundas-Feiras no Brasil.

Grande parte dos fãs residentes nos EUA não pretende assinar o canal da CBS. Por lá a NetFlix está tomando o mercado americano de tv/cabo e muita gente já pensa em parar de pagar até a tv a cabo.  As TVs que tem um conteudo premium começam a cobrar para transmiti-los via straming, como a HBO faz com seu canal, é ai que fica a CBS. No meio da guerra entre tv aberta, cabo, assinatura e Netflix, o ponto fraco da oferta deles é que só tem Star Trek de premiun, o resto é considerado de segunda linha por lá mas querem cobrar o mesmo que a Netflix.

Tem um grande orçamento.

Qualidade de produção de Star Trek Discovery é cinematográfica.

Como com cada nova série subseqüente na franquia, a Discovery receberá o maior orçamento de qualquer série de televisão Star Trek até agora. Em um valor estimado de US $ 8-8,5 milhões por episódio, a temporada de 15 episódios do programa atinge bem mais de US $ 100 milhões. O orçamento aparece nos trailers. Quase tudo visto tem uma melhoria - desde figurinos até efeitos visuais digitais e maquiagem.

Os espectadores da nova série Star Trek estarão atualizados para alguns dos shows de televisão mais caros já produzidos.

Apesar de um visual excelente para nós fãs, esse fator já é preocupante demais, se a série render abaixo da expectativa corre o risco de não ter uma nova temporada. Fazendo um comparativo com outra série que foi cancelada recentemente pela NetFlix, Marco Polo, deu um prejuizo de US$ 200 milhões em duas temporadas e custava um valor muito parecido por episódio (9 milhões).

Arcos de história da temporada

Uma coisa que separa o Star Trek: Discovery das outras séries Trekker é que ele consistirá em um arco de história de uma temporada. Enquanto o Deep Space Nine contou histórias prolongadas ao longo de uma temporada ou duas, Discovery levará isso ao próximo nível. A série foi criada tendo em mente que histórias que durariam temporadas inteiras. Por exemplo, espera-se que a primeira temporada se concentre em torno das Guerras Klingon (com a Frota Estelar), com o fim da temporada provavelmente veremos o fim da guerra. Espera-se que a segunda temporada se centre no pós-guerra.

Quando isso acontece

Star Trek: Discovery ocorre 10 anos antes de Kirk, Spock e o resto da tripulação do USS Enterprise. Isso significa que esta série provavelmente estará dentro ou ao redor do ano 2256. Não há muito mais a ser dito sobre isso que não seja por causa da proximidade com a série original (TOS), podemos esperar para ver alguns personagens desse período.

Personagens que retornam

Discovery sarek-tos-discoveryO papel de Sarek é retomado por James Frain em Star Trek: Discovery

Discovery harry-mudd tos-discoveryO notório Harry Mudd retorna, interpretado por Rainn Willson

Uma vez que Discovery está configurado para ocorrer apenas 10 anos antes de TOS, os personagens que apareceram nessa série estarão vivos durante o tempo de Star Trek: Discovery. Isto apresentou a oportunidade para os produtores e escritores re-apresentar personagens do TOS . Por exemplo; Sarek, (pai de Spock) interpretado por James Frain, aparecerá em Discovery e apareceu em dois trailers. Ele é o pai adotivo (ou tutor) de Michael Burnham, protagonista principal da Discovery e talvez irmã adotiva de Spock. Além disso, o notório Harry Mudd, interpretado pelo Rainn Willson, aparece em pelo menos dois episódios. Esses são os únicos personagens retornados confirmados por enquanto, no entanto, há especulações entre os fãs de que Amanda Grace, mãe humana de Spock, e esposa de Sarek, também pode aparecer.

Os Klingons e o Império

Discovery kolKlingons em Discovery assumem uma aparência modificada

Conforme mencionado anteriormente, espera-se que a primeira temporada de Star Trek: Discovery se concentre em torno da Guerra de Klingon. Klingons são elementos básicos de Star Trek, tendo aparecido em todas as séries de televisão e na maioria dos filmes. Discovery introduziu algumas mudanças nessas espécies rivais, não apenas em aparência, mas também em traços. Os Klingons agora são carecas, e houve algumas mudanças nas testas e na área do nariz. Os apresentadores de Star Trek: Discovery indicaram que haverá diferentes características genéticas entre as 24 casas Klingon, além de diferentes ideologias.

Um exemplo das características genéticas é que Discovery explicará o propósito das cristas da testa, incluindo o fato de que eles permitem a biologia extra-sensorial.

De acordo com o primeiro trailer da série, o Império Klingon ficou desordenado por gerações. O líder Klingon, T'Kuvma (Chris Obi), está procurando unir as 24 Casas.

Star Trek: Discovery também apresenta a idéia de um Klingon Líder Espiritual. Não foram revelados muitos detalhes sobre esse personagem misterioso, mas espera-se que eles participem de algum tipo de ritual antigo. Esse ritual, e talvez os antigos Klingons, podem desempenhar um papel na série.

Os Klingons também assumirão mais nuances em termos de cultura e religião.

Discovery é Canon e está situado no Universo Principal

Quando o filme Star Trek (2009) saiu, criou um universo alternativo dentro do cânone de Star Trek . Conhecido como o "Universo Kelvin", os dois filmes que se seguiram, “Into Darkness” e “Beyond”, são ambos parte desse mesmo universo. Todas as séries de televisão são canônicas dentro do "Universo Prime". Star Trek Discovery também ocorre dentro do Universo Principal e adere ao cânone da série.

Os fãs da série provavelmente estarão atentos às formas em que a nova série irá se amarrar com as encarnações anteriores.

O líder da série não é o capitão

Discovery Michael-GabrielMichael Burnham (à esquerda) será o personagem principal da Discovery

Ao contrário das séries anteriores, o personagem principal de Discovery não será o capitão. Em vez disso, a série se concentrará na Comandante Michael Burnham (Sonequa Martin-Green), primeira oficial da USS Discovery. Esta é uma pretensão pelo criador da série original, Bryan Fuller. Fuller queria que a série se concentrasse mais em personagens que não estavam no topo do comando e como eles podem lidar com situações específicas como resultado.

Uma nota adicional é que a líder da série é uma mulher afro-descendente, o que também abre novos caminhos para a franquia. Deep Space Nine tinha um homem afro-descendente como comandante e capitão. Voyager tinha uma capitão mulher. Até agora, as mulheres afro-descendentes foram extremamente sub-representadas no gênero de ficção científica.

Mais de uma nave

Discovery uss-shenzhou-revealUSS Shenzhou NCC-1227 revela-se pela primeira vez

Quando Star Trek: Voyager estreou, havia duas naves principais para começar a série. No entanto, antes do final da estréia de 2 episódios, uma tinha sido destruída e as duas equipes foram forçadas a trabalhar juntas a bordo do USS Voyager.

Da mesma forma, Star Trek: Discovery terá duas naves espaciais, mas não haverá fusão de tripulação. Pelo menos não da mesma forma que apresentado na Voyager. Em Discovery , a nave principal é a USS Discovery NCC-1031 sob o capitão Gabriel Lorca (Jason Isaacs). Mas também há o USS Shenzhou NCC-1227, capitaneada por Philippa Georgiou (Michelle Yeoh).

Não há nenhuma palavra sobre se, ou não, essa nave chegará até o final da primeira temporada.

Tem uma classificação mais adulta

Ao contrário de qualquer série Star Trek anterior, Star Trek Discovery terá uma classificação mais adulta . A série foi descrita como sendo "mais enérgica", o que pode ser parte do motivo da classificação mais restritiva.

Os estúdios geralmente classificam seus próprios programas de TV, então não há indicações sobre quais motivos específicos existem para a classificação.

Esta será a primeira vez que uma série Star Trek pode não ser um show familiar.

A série tem pela primeira vez personagens assumidamente gay

Discovery rapp-cruzAnthony Rapp e Wilson Cruz interpretarão amantes homossexuais em Star Trek Discovery (cortesia da Broadway World)

Star Trek sempre se orgulhou das tentativas que faz em ter uma representação igual e uma diversidade de elenco e personagens. No entanto até agora, a série não teve personagens abertamente homossexuais. Os episódios individuais abordaram o assunto, mas, além desses, as séries se dirigiram principalmente - sem o assunto. Não mais. Discovery terá seu primeiro personagem gay no Tenente Paul Stamets (Anthony Rapp), um Astromicrologista. Stamets é o interesse amoroso do Dr. Hugh Culber (Wilson Cruz).

Continua a Tradição do Futuro Otimista

Uma das razões pelas quais a Star Trek teve uma vida tão longa e bem sucedida (51 anos e contando) é a forma como retrata o futuro da humanidade. A série sempre deu aos espectadores uma perspectiva otimista. Isso nos diz que se nós, humanos, conseguimos o nosso ato coletivo em conjunto, podemos conseguir grandes coisas.

Os roteiristas de Discovery disseram que continuariam essa tradição.

"Eu acho que esse é o centro da visão de Roddenberry, e é por isso que eu acredito que (a franquia) tenha suportado o tempo que tem, é a crença de que os seres humanos sempre encontrarão uma maneira de perseverar e se conectar uns aos outros. E que há uma visão otimista de onde poderíamos ir. E agora, mais do que nunca, precisamos disso. Desesperadamente.
- Produtor Executivo Alex Kurtzman.

E com isso, completamos nossa lista de coisas que você precisa saber antes de assistir Star Trek: Discovery

Comente, aqui abaixo ou na nossa página do Facebook StarTrekkers!!!

 

Curta nossa página

Star Trekker

Entrar pelo Facebook
Valid XHTML & CSS | Template Design | Copyright © 2014 by